Arte urbana: dois portugueses entre os 25 artistas mais populares do mundo

Os portugueses Vhills e Borldallo II são dois dos mais conceituados mentores da arte urbana internacional contemporânea. Os dois artistas lusos destacam-se no ranking de 2015 da publicação dedicada à arte urbana StreetArtNews, feito com base nas escolhas dos leitores.

Vhils, com uma peça exposta nos EUA, surge na 7ª posição do ranking.
Vhils, com uma peça exposta nos EUA, surge na 7ª posição do ranking.

A publicação especializada compilou as 25 peças de arte urbana mais populares do ano passado e nessa lista surge Vhils, com uma peça exposta nos Estados Unidos, e Bordallo II, em Portugal. Vhils surge na 7ª posição, enquanto Bordallo II surge em 10º lugar.

Bordallo II, com uma peça exposta em Portugal, está no 10º lugar do ranking.
Bordallo II, com uma peça exposta em Portugal, está no 10º lugar do ranking.

Portugal surge ainda, tal como escreve o Dinheiro Vivo, no ranking com uma peça criada pelo artista polaco Sainer, no âmbito do Programa de Arte Pública Underdogs 2015, exposta em Olaias (Lisboa). A peça criada por Sainer foi a 16ª mais popular entre os leitores da StreetArtNews.

O ranking é criado com base nas páginas visitadas pelos utilizadores da publicação dedicada à arte urbana fundada em 2009 por Rom Levy. 

Bankys (imagem em baixo) volta a liderar o ranking, com uma peça pintada em fevereiro na Palestina.

Arte urbana: dois portugueses entre os 25 artistas mais populares do mundo

bibliotel

Book and Bed: Dormir num lugar perfeito para desfrutar de um bom livro na cama

Em Tóquio (Japão), existe um pequeno paraíso para os amantes da leitura: o “bibliotel” – o nome real é Book and Bed – é a mistura perfeita de biblioteca com os típicos hotéis-cápsula japoneses. Este alojamento pode até não ter quartos amplos ou colchões muito cómodos, mas oferece a “melhor experiência na hora de ler um livro antes de dormir”.

O Book and Bed é um hostel com 10 camas que foram construídas no interior de prateleiras repletas de livros. Estes cubículos – os mais pequenos – têm cerca de 80 centímetros de largura e dois metros de cumprimento. Já os maiores têm 1,20 metros de largura e dois de cumprimento.

mansao abandonada

Mansões abandonadas: entre a beleza e o terror

Durante dois anos, a fotógrafa italiana Eleonora Costi viajou pelo país à procura de casas abandonadas. Assim nasceu o projeto “Abandonded H.Ell”, um passeio pelas outrora mansões de luxo dos latifundiários que hoje estão esquecidas e em ruínas. Descobri-las significa ficar dividido entre a beleza dos antigos ornamentos clássicos e o terror que emana dos seus espaços vazios que ainda conservam objetos dos seus ex-donos.

Fotografias: cortesia de Eleonora Costi.

Preços das casas com aumentos até 10%

obras em casaOs preços dos imóveis estão ao nível mais elevado dos últimos três anos. Funchal, Barcelos e Porto lideram as subidas. A nível nacional é o primeiro aumento desde 2009

Os preços das casas continuam a aumentar, sendo que cada metro quadrado em Portugal valia para os bancos, em média 1050 euros, no final do ano, mais 4% do que no ano anterior, avança o “Jornal de Negócios” desta terça-feira. Mas em algumas zonas os aumentos chegam a ser superiores a dois dígitos, como é o caso do Funchal.

A média da avaliação bancária a nível nacional aumentou no final de 2015 pela primeira vez desde 2009. Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, em dezembro, o metro quadrado atingiu o valor mais elevado desde abril de 2012. Uma tendência que foi partilhada por todas as regiões excepto Gondomar, onde o metro quadrado se fixou nos 849 euros, o mesmo valor do ano anterior. As zonas onde o crescimento foi maior foi o Funchal (10,03%), Barcelos (8,92%) e Porto (8,62%).

O Porto, diz o “Jornal de Negócios”, foi a zona onde os preços mais recuperaram. Houve uma forte procura de imobiliário em 2015 no Porto, que se tornou a única zona onde foram anulados os efeitos da crise nos preços dos imóveis. Lisboa continua a apresentar o nivel mais elevado, cada metro quadrado vale 1.875 euros. Mas face a 2011, a avaliação ainda está 5,16% abaixo.

fonte: http://expresso.sapo.pt


ESCOLHA JÁ A SUA CASA – PESQUISE ABAIXO

QUERES COMPRAR IMOVEIS

taj_lake_palace

Um palácio flutuante na Índia para que te sintas um marajá

O Taj Lake Palace apareceu em “Octopussy” (em Portugal “007 – Operação Tentáculo”), o 13º filme de James Bond, que na película estava repleto de beldades. Trata-se de um espetacular hotel flutuante de luxo que fará com que te sintas um marajá (título de alguns príncipes ou reis da Índia).

Construído como palácio de verão pelo marajá de Udaipur em 1746, passou por um período de decadência no início do século XX parareaparecer como hotel de luxo nos anos 1980. Pelos seus 83 quartos e suites já passaram personalidades como Jackie Kennedy ou a Rainha de Inglaterra. Tem vários restaurantes e um atrativo spa. O preço da estadia ronda os 300 euros por pessoa/noite.