Assim se transformam casas abandonadas em obras de arte

Ian Strange não é um escultor “profissional”. Não trabalha pedra, metal ou cerâmica. Muito menos madeira ou materiais plásticos. Para criar as suas obras-primas usa “como base” edifícios abandonados. Os trabalhos deste artista australiano exploram a arquitetura, o espaço e o sentido da palavra “lar”. Por exemplo, cobre um imóvel semidestruído com 600 m2 de papel dourado onde há um grande buraco na fachada ou derruba-lhe as paredes para que se encha de luz e pareça uma casa de vidro.


Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s